Por / 10th setembro, 2017 / Sem categoria / No Comments

Dez motivos para escolher Oásis Hotel em Florianópolis

 

1 – Estreito é um bairro da cidade brasileira de Florianópolis, capital do estado de Santa Catarina.
Situado na porção continental do município, ao oeste, entre os bairros de Coqueiros, Capoeiras e Balneário e as baías norte e sul, é a parte mais estreita do mar que separa o continente da Ilha de Santa Catarina.  Fonte:  https://www.omelhordobairro.com/florianopolis-estreito/historia

2 – Praia do Balneário do Estreito: Localizada no norte da parte continental da capital de Santa Catarina (Florianópolis) com 1,8 km de extensão. A praia oferece uma ampla visão à direita da Avenida Beira-Mar Norte, de pequenas ilhas situadas na Baía Norte, da Ponte Hercílio Luz e à esquerda a visão continental, incluindo a cidade de Biguaçu.

3- O OÁSIS HOTEL  está situado no Balneário do Estreito, há aproximadamente 30 anos, na Rua General Liberato Bitencourt, 1921,  é uma das melhores opções de Florianópolis/SC. Fácil acesso à BR-101, o que facilita a chegada as cidades mais próximas.

4- Certamente o maior atrativo do Hotel é sua localização, apresenta facilidade de deslocamento através de ponto de táxi e ônibus com vários horários para a ilha e para os bairros com opções gastronômicas e noturnas, como Coqueiros e Kobrasol, respectivamente.

5- Está próximo à Beira-mar do Estreito (média de 5 minutos caminhando) e em 05 minutos de carro ao centro da cidade de Florianópolis com muitas opções de lojas e variedades gastronômicas, como o Mercado Público Municipal.

6- A proximidade à Beira-mar do Estreito facilita o encontro para a contagem regressiva do Réveillon Mágico de Florianópolis.

7- Próximo a ótimos restaurantes e lanchonetes como Guaciara, Mac Shoping, Supermercado Imperatriz, Subway, Churrascaria Riosulense e muitos outros possíveis há alguns minutos de caminhada.

8- Está próximo ao Estádio Orlando Scarpeli, local de espetáculos de futebol e de shows que acontecem na cidade.

9- Qualidade padrão Oásis para recebê-los e encontrar soluções mais adequadas as suas necessidades.

10- Local para reuniões de negócios, inclusive com o café da manhã também aberto ao público em geral, por R$15,00, com variedade de doces, frutas e salgados em uma refeição digna de padrão Oásis.

 

 

 

Turismo em Florianópolis: O que fazer

Por / 4th julho, 2017 / Praias / No Comments

A capital catarinense, Florianópolis, é carinhosamente chamada de “Ilha da Magia” e depois de conhecer a cidade, você compreende o motivo. O município é uma das três ilhas capitais do Brasil e possui uma ótima infraestrutura de cidade grande integrando-se com uma natureza exuberante que rodeia a região. São 436,5 km² que abrigam mais de 100 praias paradisíacas, lagoas, dunas, trilhas em meio à Mata Atlântica, casarões históricos e sítios arqueológicos.

O litoral possuí águas claras e a paisagem muda em diferentes regiões da ilha. As praias estão sempre cercada por morros, dunas e grandes espaços de mata atlântica concentrada. A cidade recebe turistas de diversos lugares do mundo e está sempre muito movimentada, ainda mais durante as épocas de alta temporada como o Carnaval e Réveillon (época que a quantidade de pessoas na ilha costuma quadruplicar).

A ilha pode ser dividida em 4 regiões, no leste estão as famosas praias Mole e Joaquina, surf e luais são as marcas registradas do local. Ao norte da ilha, Jurerê atraí os mais jovens para aproveitar a noite badalada. O lado sul da ilha são para os mais tranquilos que procuram praias mais desertas e rústicas como a Lagoinha do Leste. O centro é o marco histórico, político, comercial e cultural da cidade.

É impossível andar pela ilha e não se inspirar. Os encantos da Ilha da Magia são muitos, a capital Florianópolis incentiva à prática de diversas atividades dentro e fora d’água, como sandboard, windsurf, kitesurf, trekkings ou simplesmente uma tranquila caminhada pelas charmosas orlas catarinenses.

Colonizada por imigrantes açorianos, a capital de Santa Catarina ainda preserva sua história com suas vilas pequenas e eventos culturais e religiosos originados da cultura portuguesa.

Na capital, o desenvolvimento também chegou em peso, arranha-céus e uma boa variedade hoteleira e gastronômica compõe a região, oferecendo atividades para todos os gostos. Conhecida como Meiembipe pelos índios carijós, Florianópolis possui numerosas inscrições rupestres cujos registros mais antigos datam 4800 a.C

O que fazer

Praias:

A natureza abundante dessa região do Brasil foi extremamente generosa, em Florianópolis é possível encontrar paias de ondas fortes, de águas calmas, praias extensas, praias pequenas e piscinas naturais que agradam os visitantes. A Praia da Joaquina está na lista de mais badaladas e famosas da ilha. As ondas fortes dessa área do litoral atraem muitos surfistas que procuram uma região com ventos fortes. Outra atração são as dunas que acompanham a praia.

Outro cartão postal do estado, a Praia Mole é lugar de badalação, corpos atléticos e muitos jovens circulando pelas areias fofas da praia. Campeonatos de surf também são frequentes, mesmo nas baixas temporadas. A praia possui em média 900 metros de extensão cercada por uma vegetação rasteira. Aberta para o Oceano Atlântico, a praia é de tombo com ondas fortes, longas e águas geladas.

Os balneários mais populosos e movimentados são os de Canasvieiras e Ingleses, que são muito procurados pelos turistas do Mercosul e por famílias em busca de águas um pouco mais mornas e tranquilas; nessa lado da ilha você encontra tudo, ótimos hotéis, opções de restaurantes e praias como Jurerê Tradicional e Daniela, frequentadas principalmente por famílias com filhos pequenos, justamente pelo mar mais sereno.

Se a intenção é curtir belas praias com poucas pessoas, mais rústicas, a praia da Armação é mais tranquila e reservada para quem foge das multidões. Os aventureiros vão se apaixonar pela Lagoinha do Leste, que possuí uma extensa e bela trilha com vistas que compensam todo o esforço para chegar até o local.

Lagoa da Conceição

A Lagoa da Conceição possuí um pequeno centrinho muito movimentado principalmente no período noturno. Rodeado de ótimos bares e restaurantes, a imensa lagoa pode ser considerada o coração da “Ilha da Magia”. Durante o dia famílias e amigos se reúnem na beira da lagoa para fazer piquenique e praticar alguns esportes como stand-up paddle.

Fortaleza de São José da Ponta Grossa

A Fortaleza de São José da Ponta Grossa é parada obrigatória se você estiver conhecendo Jurerê Internacional. A construção interligada por rampas com muralhas espessas terminou de ser construída em 1740 e é tombada pelo Patrimônio Histórico e Artístico Nacional.

Vilas Açorianas

Alguns bairros de Florianópolis são embelezados com arquitetura em estilo açoriano que dominam a paisagem em alguns bairros de Florianópolis. Entre eles estão o Centro e os bairros de Santo Antônio de Lisboa e Ribeirão da Ilha, com muitos casarios preservados.

Mercado Público Municipal

O Mercado Público de Florianópolis foi construído no ano de 1899, em substituição ao antigo mercado que existia no Largo da Matriz. O espaço conta com 140 boxes que vendem diversos produtos, entre eles artesanatos, utensílios e alimentos típicos da região.

Ponte Hercílio Luz

A Ponte Hercílio Luz está inativa há mais de 20 anos, mas é o mais importante cartão-postal da cidade. Utilizada para ligar a ilha ao continente, ela foi inaugurada em 1926 e possui 819 metros de comprimento com duas torres que medem 75 metros de altura.

Fortaleza de Santa Cruz de Anhatomirim

O maior forte da ilha foi erguido entre 1739 e 1744 na Ilha de Anhatomirim. O forte é considerado o mais importante dos três, que formavam o antigo triângulo de defesa do norte da cidade.

Fortaleza de Santo Antônio de Ratones

Projetada por José da Silva Paes para defender a entrada norte da Ilha de Santa Catarina, a construção começou em 1740 e foi concluída em 1744 na ilha de Raton Grande, nome dado pelo explorador espanhol Cabeza de Vaca por a ilha se assemelhar ao formato de um rato.

Casa da Alfândega

A Casa da Alfândega abriga o projeto Galeria do Artesanato, abrigando aproximadamente 120 artesãos de várias regiões do estado que comercializam diferentes peças no local. Ótima parada pra comprar aquela lembrança da Ilha.

Forte Sant’ana

Datado em 1765, o Forte Sant’ana abriga o Museu de Armas da Polícia Militar. O forte é de fácil acesso e bem conhecido na região, localizado embaixo da Ponte Hercílio Luz.

Ilha do Campeche

Águas calmas em um imenso mar que costuma oscilar entre o verde e o turquesa. A Ilha do Campeche é uma atração ideal para famílias com crianças pequenas, casais e mergulhadores apaixonados por uma vida marinha rica e preservada. Os passeios costumam partir de três pontos, com saídas da Barra da Lagoa, da Praia do Campeche e da Praia da Armação.

Depois de navegar 1km e meio, chega-se na pequena ilha. Com apenas uma praia de areias finas, o cenário quase deserto cercado por uma Mata Atlântica ainda nativa impressiona.

Praça Hercílio Luz

Atrativo para os moradores e turistas, a Praça Hercílio Luz foi recentemente revitalizada e conta com um mirante que recebe o mesmo nome. Bem próximo ao Parque da Luz na frente do mar de Florianópolis, o ponto vem recebendo cada vez mais visitantes que buscam um ambiente agradável para curtir as tardes da capital catarinense ao ar livre.

Outros atrativos turísticos em Florianópolis:

  • Catedral Metropolitana de Florianópolis
  • Centro Histórico
  • Av. Beira Mar
  • Praça XV de Novembro
  • Morro da Cruz
  • Igreja de Nossa Senhora das Necessidades
  • Museu Victor Meirelles
  • Museu Histórico de Santa Catarina
  • Mirante Ponto de vista
  • Projeto Tamar Florianópolis
  • Palácio Cruz e Sousa
  • Morro da Cruz
  • Museu de Arqueologia Costão do Santinho
  • Ilha do Arvoredo
  • Teatro Álvaro de Carvalho
  • Paróquia Nossa Senhora da Lapa.

link da matéria original: goo.gl/HY4uKT

 

Praia do Ingleses

Por / 1st julho, 2017 / Praias / No Comments

praia-dos-ingleses

O nome vem de um navio inglês que naufragou aqui por volta de 1700. Estreita faixa de areia batida e morros nas extremidades, tem vista para a Ilha de Mata Fome e ao Sul é separada da praia do Santinho por um conjunto de dunas.

Esta praia tem areia dura e uma ótima infra-estrutura turística para atender a todo tipo de turista. Uma ótima opção para famílias.

No canto esquerdo da praia existem sítios arqueológicos com inscrições rupestres e oficinas líticas, além de uma trilha que leva para uma bonita vista de toda a praia.

Venha passar suas férias de verão em Florianópolis!

Por / 1st julho, 2017 / Praias / No Comments

Falar sobre Florianópolis é o mesmo que resumir quase três séculos de história.

Afinal, desde a sua emancipação, em 23 de março de 1726, muitas descobertas foram feitas e muitas vitórias conquistadas.

Florianópolis é a capital do estado de Santa Catarina, na Região Sul do Brasil. Destaca-se por ser a capital brasileira com o  melhor Índice de Desenvolvimento Humano (IDH), da ordem de 0.8479 , além de ser o  terceiro município com o mais alto valor do índice no país, segundo os mais recentes dados do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento em 2010. Localiza-se no leste do estado de Santa Catarina e é banhada pelo Oceano Atlântico. Grande parte de Florianópolis (97,23%) está situada na Ilha de Santa Catarina. Em 2012, possuía, segundo estimativa do IBGE, uma população de 433 158 habitantes, figurando como a segunda cidade mais populosa do estado, superada apenas por Joinville.10 Sua região metropolitana possuía, em 2010, 1.012.831 habitantes. A imagem “cartão-postal” que a identifica é a famosa Ponte Hercílio Luz, inaugurada em 1926, tendo sido a primeira ligação rodoviária entre a ilha e o continente.

 De uns anos pra cá, Florianópolis se tornou um dos mais cobiçados destinos para se passar as férias no verão. Na alta temporada, principalmente no Réveillon e nos dias posteriores, turistas de todo Brasil e de países vizinhos escolhem a capital catarinense para aproveitar os dias de folga. Que as praias paradisíacas e as glamourosa festas são grandes atrativos, ninguém duvida, mas não é só disso que vive a ilha da magia.

1 – Jurerêpraia jurere Glamour e badalação são sinônimos da praia de Jurerê, internacional ou não. O lugar possui diversos bares,restaurantes,hotéis, e estabelecimentos sofisticados que ficam à beira-mar, com deck com vista para o oceano. Neles, as pessoas passam o dia na maior mordomia, com direito a comidas, bebidas, Djs e, dependendo do lugar, até piscina. Isso sem contar a praia

2 – Campeche campechecampeche se tornou um dos principais pontos turísticos de Florianópolis, principalmente no ‘Riozinho’, lugar da praia em que um pequeno córrego desemboca no mar. Lá, são praticados diferentes esportes, como kitesurf, windsurf e o surf.  A praia ainda tem redes de vôlei e futvôlei e traves de futebol, além de pessoas jogando frescobol e correndo com o pé no mar. É um dos pontos de

encontro favoritos de jovens. Se tiver com tempo e gostar de lugares menos cheios, vale também conhecer a ilha do Campeche, em frente à praia.

3 – Praia dos Ingleses

foto_ingleses

Distância do centro: 36 km Distância do aeroporto: 39 km Praias próximas: Cachoeira do Bom Jesus, Ponta das Canas, Praia Brava e Santinho

Mesmo sendo uma das praias preferidas pelos turistas, Ingleses mantém a tradição dos colonizadores açorianos. No verão, é o segundo balneário em concentração de turistas argentinos, perdendo apenas para Canasvieiras. No inverno, a pesca da tainha, as festas religiosas e as apresentações folclóricas são demonstrações da cultura manezinha.

A praia é com certeza o principal ponto turístico do lugar. Com quase cinco quilômetros de extensão, a faixa estreita de areia é banhada pelo mar aberto, de águas azuis e com média ondulação. Na alta temporada a água apresenta temperatura média de 22ºC e garante um banho agradável. Nos dias mais agitados, as ondas não chegam a ser grandes, mas apresentam uma boa formação e os surfistas aproveitam. Nos meses mais frios, cardumes de peixes que sobem o litoral procurando águas mais quentes que as do Rio Grande do Sul para desovar fazem da pesca a principal atividade dos moradores de Ingleses.

As dunas que separam Ingleses de Santinho são outro atrativo natural imperdível. Ali é praticado o sandboard, esporte criado em Florianópolis que consiste em descer as dunas em uma prancha, fazendo manobras ou não. Para praticar, basta ter equilíbrio e alugar uma prancha. Quem quiser fazer um passeio diferente pode atravessar andando os pouco mais de quatro quilômetros de dunas. Só não pode se esquecer de levar garrafa de água para se hidratar.

Em matéria de infra-estrutura, Ingleses oferece várias opções em hospedagem e alimentação. O setor de serviços também é um ponto forte. Na maioria dos estabelecimentos é possível contar com atendentes que falam espanhol.

Curiosidade histórica: Com a migração em massa de açorianos para a cidade entre 1747 e 1756, as dificuldades de acesso aos lugares mais afastados levaram o governo a descentralizar o poder dividindo a Ilha em freguesias, que mais tarde dariam origem às intendências. Ingleses fazia parte da Freguesia de São João Batista do Rio Vermelho, fundada em 1831, e o nome da praia deve-se a um navio inglês que encalhou ali. Existem duas hipóteses para o destino do navio. A primeira diz que ele desencalhou e seguiu seu rumo, deixando alguns tripulantes na Ilha. A outra diz que ele naufragou.

Para os turistas argentinos: Consulado de La Rep. Argentina Rua Germano Wendhausen, 273 – 1º piso – Centro Contato: (48) 3024-3035/36 / e-mail: consuladoflor@gmail.com

4 – JoaquinajoaquinaUma das mais famosas praias da cidade, a Joaquina é, sem dúvidas, um dos pontos turísticos que você tem que conhecer.  A praia é famosa pela qualidade e força de suas ondas, tanto que chegou a ser sede de uma das etapas do WCT, principal competição de surfe mundial. O local ainda conta com estrutura para turistas na orla, incluindo baresrestauranteshotéis e pousadas. Perto dali, na avenida que leva à praia, ficam as dunas da ‘Joaca’, onde é possível praticar o sandboard, além de ter uma bela vista.

 

 

5 – Costa da Lagoacosta da lagoaLagoa da Conceição é um dos lugares mais belos de Florianópolis. E sua costa não fica para trás. Às margens da Lagoa, há uma trilha que margeia suas águas doces, sendo um prato cheio aos que gostam de caminhadas ou pedaladas. Não longe dali, além da bela vista, é possível conferir outros pontos turísticos legais da ilha, como o bairro Lagoa da Conceição, que concentra bares e restaurantes.

6 – Lagoinha do Lestelagoinha do lesteSe você é fã de trilha, natureza, lindas praias e vistas deslumbrantes, não há melhor lugar que a Lagoinha do Leste. A praia, praticamente intacta, é uma das mais preservadas da ilha, se não a mais.  Ela é considerada uma das mais bonitas da cidade, e, segundo o Guia Quatro Rodas, está entre as dez mais belas do Brasil. Existem dois acessos ao local: um pelo Matadeiro e outro pelo Pântano do Sul. O primeiro é mais longe e vai tangenciando a costa. O segundo, mais curto e íngreme, com um mirante com deck de madeira para descanso.

7 – Lagoa da ConceiçãoNem só de praias vive Florianópolis. A Lagoa da Conceição é a prova disso: lá existem bares e restaurantes para quem quer comer ou beber alguma coisa boa. O lugar é famoso por ser o reduto dos amantes da noite. Além dos bares com música ao vivo, existem também casas noturnas para os que estiverem mais animados.

8 – Centro HistóricoAo se deparar com tantas praias e outros lindos visuais, poucos têm interesse em conhecer sobre história ou cultura da cidade. Mas vale a pena, sim, conhecer o Centro Histórico de Florianópolis, que concentra importantes pontos turísticos e culturais da cidade, tais como a Catedral Metropolitana, a figueira da Praça XV de Novembro, o Museu Victor Meirellese o Palácio Cruz e Souza. Uma passada no Mercado Público, seja para comprar artesanato ou para comer um camarão, também é um ótimo programa.

9 – Santo Antônio de Lisboasto antonio de lisboa

O bairro, que foi um dos primeiros a ser colonizado na cidade, preserva aspectos da tradição açoriana. Algumas das construções, por exemplo, foram mantidas no estilo da arquitetura colonial.Santo Antônio possui, ainda, um famoso centro gastronômico, onde é possível degustar algumas das delícias da culinária local.

10 – Ribeirão da IlhaRibeirão da Ilha é outros desses redutos que preservam a cultura local. Também de colonização açoriana, o bairro continua seguindo as tradições dos pescadores que povoaram o local. A prova disso são os famosos restaurantes especializados em ostras, um dos carros chefes da gastronomia ilhoa. Perto dali há, ainda, uma opção para se fazer um trilha, rumo a Naufragados, uma praia praticamente deserta.

Além destes 10 (dez) ótimos motivos, temos vários outros incontáveis, dos quais citamos mais alguns, confira na guia “roteiros turísticos”.